Prefeito de Madre de Deus não acredita que ataque a tiros teve motivação política

De acordo com ele, que é policial militar, a disputa política na cidade sempre foi "pacata" e "ordeira".

Por bahiadefato em 06/09/2020 às 13:31:41

O prefeito da cidade baiana de Madre de Deus, Jailton Polícia (PTB), ou Jailton Jajai, comentou sobre a tentativa de homicídio da qual foi alvo. Em entrevista à rádio BandNewsFM, no último sábado (05), o mandatário disse não acreditar que o ataque teve motivação política. De acordo com ele, que é policial militar, a disputa política na cidade sempre foi "pacata" e "ordeira".

Apesar de descartar a motivação, ele acredita que realmente era o alvo da ação e não que tenha sido confundido com outra pessoa. Isto porque, conforme ele os suspeitos já estavam o vigiando antes do crime, que ocorreu na noite de sexta-feira (04).

"Nunca tive esse tipo de envolvimento com esse tipo de coisa […] a política em Madre de Deus sempre foi pacata, ordeira. Temos discursos acaloradas, mas nada que possa atribuir estes fatos a qualquer pessoa. Não posso ser imprudente", afirmou.

Ele ainda afirmou que entrou em contato com o secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa, para pedir reforço no policiamento da cidade.

Jailton tomou posse no cargo há quatro meses, após o afastamento do antigo prefeito, Jeferson Andrade. Na sexta, ele ia de carro com um assessor para uma reunião, quando o veículo foi alvo de tiros disparados por dois homens que estavam em uma motocicleta. O crime ocorreu próximo à casa do prefeito, na região do Caípe.

Comunicar erro

Comentários